pt
en

Programação cultural: uma política para além do gosto

No dia 28 de Abril, a Companhia Paulo Ribeiro, em conjunto com a Fundação Dom Luís I e a Câmara Municipal de Cascais, organiza uma conversa dedicada à programação cultural.

Como deve ser pensada a programação cultural em geral (e a dança em particular) no presente e futuro próximo? Que papel podem desempenhar os programadores e que relações devem ser construídas com o seu público?
Para celebrar o Dia Internacional da Dança, Américo Rodrigues, Director-Geral das Artes, e os coreógrafos Paulo Ribeiro e Rui Horta juntam-se para uma conversa sobre as boas práticas nas dinâmicas culturais procurando reflectir se são uma realidade, uma consciência comum ou inexistentes.

O evento decorrerá no Auditório do Centro Cultural de Cascais, às 18h, e a entrada é livre.

Este website utiliza Cookies. Ao navegar neste website, concorda com a nossa Política de Privacidade.
Ler mais